Clínica de Cirurgia Plástica e Estética em Blumenau

Tabagismo e cirurgia plástica: combinação perigosa.

As informações sobre os malefícios do tabaco são extensas, mas até que ponto este vício pode influenciar em um procedimento cirúrgico? Você precisa parar de fumar para realizar uma cirurgia plástica? 

O cigarro aumenta o risco de consequências negativas durante uma cirurgia plástica e também do pós-operatório, sendo a interrupção do uso da nicotina uma das recomendações dos médicos para esse procedimento.

O tabaco causa a elevação dos radicais livres no organismo, moléculas prejudiciais que causam o envelhecimento precoce das células e impulsionam a sua morte. Com  isso em mente, só imagine o quão prejudicial este hábito é para a estética, que busca o rejuvenescimento.

Abaixo, listo mais alguns problemas que o tabaco pode causar durante um procedimento cirúrgico e no pós-operatório:

  • Diminuição da espessura dos vasos sanguíneos, prejudicando a circulação e a oxigenação das células;
  • Abertura da incisão cirúrgica;
  • Necrose dos tecidos;
  • Embolia pulmonar;
  • Acúmulo de líquidos, que eleva a chance de infecções;
  • Cicatrização lenta e maior chance de complicações no pós;
  • Aumenta sintomas como a tosse, que pode complicar o processo de descanso e cicatrização após um procedimento cirúrgico.

Possui alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato comigo!

Deixe seu comentário

Criação de Site por Vale da Web